Boris Johnson deixa governo britânico após discordâncias

Um grande nome a favor do Brexit deixou o governo nesta segunda-feira. Boris Johnson, ex-prefeito de Londres, entregou o cargo de Secretário das Relações Exteriores do Reino Unido – o terceiro quadro do governo a renunciar em 24 horas.

O anúncio veio do gabinete do governo, que emitiu um comunicado aceitando o pedido de demissão e agradeceu a Boris Johnson pelos grandes serviços prestados. Porém, em carta divulgada por Johnson após a confirmação da sua demissão pelo governo, ele revelou um tom não tão amistoso quanto o gabinete de Theresa May, Primeira-Ministra britânica:

“Estamos verdadeiramente no caminho para o status de uma colônia — e muitos lutarão para ver a vantagem econômica ou política desse arranjo”, afirmou.

“O ‘brexit’ deveria ser sobre oportunidades e esperanças. Deveria ser uma chance de fazer as coisas de modo diferente, de ser mais ágil e dinâmico e de maximizar as vantagens particulares do Reino Unido como uma economia aberta, voltada para fora. Esse sonho está morrendo, sufocado por uma insegurança desnecessária”.

Horas antes de Johnson, David Davis – secretário do Brexit – e seu número dois no departamento, Steve Baker, também haviam renunciado ao seus cargos. Ao que tudo indica, também não estariam satisfeitos com a estratégia de Theresa May para o desembarque da União Europeia.

Na quinta-feira, a primeira-ministra deverá enfim divulgar o plano que causou tanto transtorno no início dessa semana.

Leia também:

 

Anúncios