A luta das argentinas pelo aborto encoraja as feministas da América Latina

A prática do aborto é considerada ilegal na maioria dos países da América Latina, entretanto na Argentina isso pode mudar. Já aprovado pelos deputados em 14 de junho, o projeto que visa regulamentar essa prática agora depende de exame pelo Senado daqui a pouco mais de um mês, em 8 de agosto.

Já no dia da aprovação do projeto na Câmara dos Deputados, a comemoração dos movimentos pró-aborto foi bastante marcante. E não era raro ouvir exclamações como: “Se a Argentina pode, a Venezuela também!”. Essa primeira aprovação causou muita motivação aos demais grupos espalhados pela América Latina, que lutam por maior liberdade para as mulheres.

“Hoje a Argentina, amanhã o Peru!”, slogan da campanha de mulheres peruanas a favor do aborto em Lima.

No Brasil, grupos criaram cartazes com o slogan “Se a Argentina pode, o Brasil também” mostrando a imagem da típica mulher brasileira, mulata, sorrindo e vestindo um lenço verde em volta da cabeça; este, exautivamente utilizados pelos movimentos argentinos na campanha pelo aborto.

Anúncios