Depois de ser impedido, cargueiro dinamarquês atraca em solo italiano com 108 migrantes

Depois de três dias parado no porto de Pozzalo, na Itália, o cargueiro dinamarquês Alexander Maersk foi autorizado pelo governo italiano a atracar. Dentro dele havia 108 migrantes resgatados na Líbia na semana passada e que puderam desembarcar na cidade italiana por volta das 23 horas de ontem.

Mateo Salvini, Ministro do Interior italiano, já havia declarado durante o fim de semana que o país não mais aceitaria desembarques de imigrantes vindos de embarcações humanitárias. O motivo da mudança de decisão não foi todavia informado, nem uma declaração formal de Salvini ainda foi feita.

Anúncios