Alckmin promete apresentar quatro reformas no primeiro dia de governo, se eleito

Até o presente momento, o candidato à presidência pelo PSDB Geraldo Alckmin não tem o seu nome entre as primeiras posições nas sondagens de intenção de voto. Isto inclusive levanta dúvidas a respeito da sua presença num eventual segundo turno, na segunda quinzena de outubro.

Talvez tenha sido devido a essa desconfiança entre políticos e militantes o que levou Alckmin a tentar surpreender os presentes em sua palestra, em evento da União da Indústria da Cana-de-Açúcar (Unica) em São Paulo. Considerando que um anúncio impactante poderia se espalhar por todo o Brasil, o candidato pelo PSDB resolveu sair do seu comportamento habitual de picolé de chuchu – morno e sem graça – fazer um anúncio surpreendente.

“Minha proposta é 1º de janeiro, todas as reformas no Congresso Nacional. (…) Quem ganhar a eleição terá quase 60 milhões de votos. (Vamos) usar essa força do povo para aprovar as reformas nos primeiros seis meses”, acrescentando que elas seriam quatro: tributária, política, da Previdência e do Estado.

Embora seja consenso no meio político que pelo menos algumas reformas precisam ser realizadas, não foram dados detalhes destas a que Alckmin se referiu. Teremos de aguardar mais informações para saber exatamente o que o candidato tem em mente para cada uma delas.

Anúncios